“A aparição da Animação Sociocultural no campo da terceira idade surge em resposta a uma ausência ou diminuição da sua actividade e das suas relações sociais.

Para preencher esse vazio, a Animação Sociocultural trata de favorecer a emergência de uma vida centrada à volta do indivíduo ou do grupo.

A Animação Sociocultural concebe a ideia de progresso das pessoas idosas através da sua integração e participação voluntária em tarefas colectivas nas quais a cultura joga um papel estimulante...”
(Elizasu, 2001:13)

Deste modo, são necessários existirem diversos programas de animação sociocultural, bem como, a adaptação às mais variadas necessidades.

Tem que se ter consciência das situações pessoais e comunitárias, para descobrir as causas e consequências das mesmas comprometendo-se à resolução de problemas.

Devem desenvolver-se actividades cujo objectivo seja manter as capacidades funcionais e cognitivas dos idosos, estimulados pela actividade física, mental, de expressão plástica, expressão e comunicação, entre outros.